Autotestes de covid chegam às farmácias baianas a partir deste final de semana; saiba como usar

Detectar o novo coronavírus vai ficar mais fácil, mais rápido e mais barato. A partir da próxima segunda-feira (7), os autotestes de covid-19 chegam às farmácias baianas e prometem o resultado entre 15 e 30 minutos. Os preços variam de R$ 39 a R$ 69,90 – menos de um quarto do valor do RT-PCR vendido nos laboratórios particulares.  A Anvisa aprovou seis tipos   

Na rede Drogasil,  os autotestes já estarão disponíveis neste final de semana. Nas drogarias São Paulo e Pacheco, serão mais de 500 mil autotestes disponíveis, em toda a rede, por R$ 69,90. O produto já está disponível nos sites das empresas a previsão é de que chegue nas lojas físicas entre segunda  e terça-feira, na Bahia.  

Para que os autotestes sejam vendidos, é preciso, primeiro, passar por aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Até esta quarta-feira (2), das 81 solicitações feitas à Agência, seis tiveram o registro aprovado, com validade até 2032. São elas: a Kovalent, Eco Dianóstica, Biosul Produtos Diagnósticos e CPMH Comércio e Indústria de Produtos Médico-Hospitalares e Odontológicos. Destes, três têm fabricação própria no Brasil e outros três são importados da China e da Coréia do Sul.  

Como usar 
No teste da Eco, por exemplo, é preciso abrir o cotonete e, antes de introduzir no nariz, assoá-lo, para evitar excesso de secreção. “É preciso introduzir o cotonete no começo do nariz, cerca de 1,5 cm, até a curva. Depois, é preciso esfregar 10 vezes em cada narina e, depois, introduzir dentro do tubo, fazendo uma mistura com o líquido que tem dentro, porque ele que vai ajudar a reagir com a solução do nosso nariz”, detalha.  

Uma vez feita a mistura, deve-se esfregar o cotonete mais 10 vezes e apartar a parede do tubo, para extrair todo o material. Depois disso, o cotonete pode ser descartado. Em seguida, com a ajuda do dosador, em torno de quatro gotas (varia a depender do fabricante) devem ser colocadas na fossa que vem junto ao kit, e aguardar até 30 minutos. “É importante não ler o resultado depois do tempo recomendado pelo fabricante”, alerta Rafaela Machado.  

Resultado positivo não é diagnóstico 
O resultado dos testes, no entanto, não define diagnóstico ara covid-19, alerta a Anvisa. Em caso de resultado positivo, a orientação é procurar o serviço de saúde. “O diagnóstico deve ser realizado por um profissional de saúde”, diz a Agência. Ela ainda diz que, para obter o registro, os produtos foram avaliados quanto à segurança, desempenho e atendimento aos requisitos legais exigidos aos autotestes. A norma exige sensibilidade e especificidade mínimas, de 80% e 97%, respectivamente.  

A orientação da vigilância sanitária é usá-lo entre o 1º e o 7º dia do início de sintomas como febre, tosse, dor de garganta, coriza, dores de cabeça e no corpo. Caso não tenha sintomas, mas tiver tido contato com alguém que testou positivo, a pessoa aguardar cinco dias antes de usar o autoteste. 

Fonte: *Correio

Comentários Facebook
Compartilhe essa notícia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *