Mais de 400 mil baianos não foram receber a segunda dose contra Covid-19

Com pouco mais de 406 mil doses não aplicadas dentro do prazo para completar o esquema vacinal, a Bahia atingiu o maior número de pessoas com a aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19 atrasada, segundo a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Nesta quarta-feira, 4, a pasta voltou a alertar a população sobre a importância de receber a segunda dose no prazo estabelecido pelo Plano Nacional de Imunizações (PNI).  

Há cerca de um mês, 167.781 baianos não haviam recebido a segunda dose da vacina dentro do intervalo correto, o que indica que esta fatia cresceu 142% no período. Em meados de julho, esse número chegou a cair para aproximadamente 85 mil no estado, de acordo com a Sesab, mas voltou a subir significativamente nas semanas seguintes.

Em todo o estado, são atualmente 319.906 doses do imunizante de Oxford/AstraZeneca e outras 86.405 doses da Coronavac que já deveriam ter sido aplicadas, mas essas pessoas não retornaram aos pontos de vacinação na data agendada. Como até esta quarta receberam pelo menos a primeira dose 6.494.998 baianos, isso significa que 6% dos vacinados estão com a segunda dose atrasada. 

“É fundamental que as as pessoas recebam a segunda dose no prazo por causa da eficácia. A resposta da imunização é melhor quando a gente tem a conclusão do esquema vacinal”, lembra a coordenadora de Imunização da Secretaria de Saúde do Estado, Vânia Vanden Broucke. 

A Sesab informa que o estado já vacinou com pelo menos a primeira dose 60,85% da população baiana a partir de 18 anos (estimada em 11.084.666). São 6.494.998 vacinados com a primeira dose, dos quais 2.682.620 receberam também a segunda dose. Mais 250.298 foram imunizados com vacina de dose única.

Fonte: A Tarde

Comentários Facebook
Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.